Download Análise dos ensaios de comissionamento de geradores síncrono PDF

TitleAnálise dos ensaios de comissionamento de geradores síncrono
TagsElectric Power Electric Generator Electrical Resistance And Conductance Electric Current Electrical Network
File Size1.6 MB
Total Pages107
Document Text Contents
Page 1

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA
FACULDADE DE TECNOLOGIA

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA














ANÁLISE DOS ENSAIOS DE COMISSIONAMENTO DE UM
GERADOR SÍNCRONO











VITOR SILVA MACHADO















Brasília – DF
2008

Page 2

ii

VITOR SILVA MACHADO













ANÁLISE DOS ENSAIOS DE COMISSIONAMENTO DE UM
GERADOR SÍNCRONO








Projeto de Conclusão de Curso
submetido à Universidade de Brasília,
como requisito parcial para obtenção
do título de Engenheiro Eletricista.













Orientador: Professor Ivan Marques de Toledo Camargo










Brasília - DF
2008

Page 53

41

- K = 234,5 para o cobre ou K = 228 para o alumínio.

De acordo com as características da máquina em estudo, o valor de K usado

deve ser de 234,5.

O valor da resistência ôhmica medido é considerado satisfatório, se não diferir

mais que 10% em relação ao valor de projeto. Em adicional, no estator aplica-se a

tolerância de 3% entre fases.

→ Análise dos resultados.

Para a máquina em estudo, utilizou-se para a medição da resistência ôhmica

do enrolamento do estator o método da ponte de Thomson. Conforme descrição do

método, foram realizadas três medições com os seguintes valores de corrente,

A0,10 , A5,7 e A0,5 .

Os resultados obtidos para os três diferentes valores da corrente aplicada,

juntamente com a média, são descritos na tabela 3.5 abaixo.



Tabela 3.5: Valores medidos da resistência ôhmica do enrolamento estatórico para cada

fase.

Corrente (A) Fase
Resistência Ôhmica ( Ω

)

10,00

A 0,007300

B 0,007292

C 0,007303

7,50

A 0,007300

B 0,007293

C 0,007305

5,00

A 0,007303

B 0,007292

C 0,007306

Page 54

42

Média

A 0,007301

B 0,007292

C 0,007305

Temperatura de medição C°96,28



Sabendo que o valor de projeto da resistência ôhmica do enrolamento do

estator é de Ω00731,0 , pode-se calcular a diferença entre esse valor e o valor

coletado em campo, para cada fase.



• Fase A: %1,0109007301,000731,0 6 =∆⇒=−=−=∆ −
amédioaprojetoaa

RxRRR .

• Fase B: %25,0108,1007292,000731,0 5 =∆⇒=−=−=∆ −
amédioaprojetoaa

RxRRR .

• Fase C: %07,0105007305,000731,0 6 =∆⇒=−=−=∆ −
amédioaprojetoaa

RxRRR .



Baseando no critério de avaliação conforme descrito anteriormente, dos

resultados encontrados acima, pode-se concluir que o ensaio de medição da

resistência ôhmica do enrolamento de armadura foi considerado satisfatório.

Nenhum valor da resistência coletado em campo ultrapassou a tolerância de 3% em

relação ao valor de projeto para cada fase.

Page 106

94




Figura A4: Vista do entreferro da máquina.







Figura A5: Turbina Kaplan

Page 107

95




Figura A6: Vista panorâmica da máquina em fase final de comissionamento.

Similer Documents